Portal da Cidade Louveira

PolÍtica

Vereadores estudam mudar de partido para eleições 2020

Estamos priorizando a seleção do candidato ao Executivo e houve um atraso no processo. afirma o líder do diretório do PN jundiaiense, Marcello Giacaglia.

Postado em 19/12/2019 às 05:43 |

Aconteceu nesta semana a última sessão ordinária da Câmara de Jundiaí. Os vereadores entraram em recesso e as atividades legislativas voltam no dia 2 de janeiro: a próxima sessão será apenas na primeira terça-feira de fevereiro. Durante esse período, muita movimentação e especulação sobre trocas de partidos por parte dos atuais parlamentares e dos futuros candidatos devem aquecer os bastidores da política jundiaiense.

Márcio Pentecostes de Souza assume ter recebido sondagens de diversos partidos e tende a não permanecer no MDB para as eleições do ano que vem. O PSDB é um destino possível. Já o vereador Antônio Carlos Albino, que está sem partido desde que saiu do PSB por questões ideológicas, tem recebido convites de outras siglas desde então, mas ainda não definiu sua escolha. O PL é um dos favoritos do parlamentar.

Douglas Medeiros (PP) também afirmou estar aberto a conversas. “Estou analisando bem antes de tomar uma decisão: o critério fundamental para minha escolha será a total liberdade na atuação em defesa da família e da vida, como já venho fazendo” comentou.

No caso do Partido Novo, que realiza um processo seletivo para definir seus candidatos, ainda não há definição de candidatos à prefeitura, nem ao Legislativo. “Estamos priorizando a seleção do candidato ao Executivo e houve um atraso no processo. Ainda este ano devemos ter o nome escolhido, e então daremos atenção aos possíveis nomes para concorrer à vereância”, afirma o líder do diretório jundiaiense, Marcello Giacaglia.

O Partido dos Trabalhadores tem trabalhado bastante depois das últimas eleições municipais e deve formar uma chapa com novidades para 2020. “Tem muita gente se filiando ao partido, entre pessoas novas e até ex-vereadores. Agora cabe ao diretório decidir quais serão os candidatos”, relata o presidente do PT Jundiaí, Ederson Felipe.

Gerson Sartori, presidente do PDT jundiaiense, afirma que a sigla está com um time bem montado, mas segue com as portas abertas para novos filiados que tenham compromisso com as bandeiras defendidas pelo partido. “Ainda não há especulação a respeito de nomes de fora que possam chegar ao partido, mas não estamos fechados a conversas. O mais importante é que a pessoa siga a mesma ideologia que a gente”, aponta.

Para fortalecer ainda mais os trabalhos no ano que vem, o PSDB-Jundiaí está realizando uma enquete entre seus filiados para saber quais foram os pontos positivos e negativos de 2019. O link pode ser respondido pela internet e permite inclusive uma avaliação do presidente Faouaz Taha.

Fonte:

Deixe seu comentário