Portal da Cidade Louveira

Louveira
54 anos

História de Louveira - SP

O nome do município é uma referência à árvore louveira, encontrada primeiramente pelo fundador da cidade, Gaspar de Oliveira, natural de Logroño, Espanha. Gaspar casou-se na cidade de São Paulo com Páscoa da Costa (cf. "Genealogia Paulistana" de Luiz Gonzaga da Silva Leme), na primeira metade do século XVII. O casal se instalou em Jundiaí, em meados daquele século, e consta ter possuído terras onde mais tarde veio a surgir a atual Louveira. Outros moradores na região, naquela época, teriam sido João Leme do Prado e Manoel Peres Calhamares.

Por 300 anos, Louveira foi parte da cidade de Jundiaí e depois passou a ser bairro de Vinhedo, na época com o nome de Vila de Rocinha. Em 1872 era inaugurada a Estação Ferroviária e a linha férrea da Companhia Paulista de Estradas de Ferro, construção que impulsionou a economia local, primeiramente com o café e após seu declínio, com o cultivo da uva pelos imigrantes italianos.

Na primeira eleição da cidade de Vinhedo, o bairro de Louveira elegeu cinco vereadores à Câmara Municipal. Em agosto de 1952, os eleitos e outros residentes reivindicaram sua elevação a Distrito. Em 1963, realizou-se uma assembléia pró-emancipação do Distrito. Ao final do mesmo ano, o povo, em plebiscito, manifestou-se pela elevação de Louveira a município, efetivada em 1964.

Fundadores

  • Gaspar de Oliveira
  • Páscoa Costa
  • João Leme do Prado
  • Elena do Prado
  • Manoel Perez Calhamarez

Documento Histórico

  • Ata da 1ª Sessão solene do Município de Louveira

Acontecimentos importantes

  • 28/01/1956 - 1ª Festa da Uva
  • 31/03/1872 - Inauguração da Sub-Estação
  • 15/02/1963 - Assembléia pró Emancipal de Louveira
  • 11/12/1963 - Plebicito pela Elevância de Louveira a Município
  • 31/03/1872 - Inauguração da Estação Ferroviaria e Linha Férrea
  • 07/03/1965 - Primeira Eleição Municipal
  • 21/03/1975 - Criação da Bandeira brasão de arma do município (lei 563-78)

Monumentos e Marcos Históricos

  • Estação Francisco de Monlevade
  • Cemitério dos escravos
  • Igreja Sagrado Coração de Jesus - Capela Santa Cruz 1929
Louveira está situada a 690 m de altitude, pouco abaixo da altitude média de Jundiaí. Segundo o censo brasileiro de 2000, a cidade possuía 23.970 habitantes, sendo 21.962 na área urbana e 2044 na área rural. O Censo mais recente aponta que Louveira hoje está com população em torno de 45.796 mil habitantes, ou seja, em pouco menos de 18 anos Louveira teve aumento em sua população de mais de 21 mil novos moradores.

Turismo

Louveira está localizada no coração do Pólo Turístico do Circuito das Frutas, tendo como principal atrativo o passeio de Agroturismo, uma verdadeira interação entre o ambiente rural e o turista. Os roteiros que atraem inúmeros visitantes oferecem a oportunidade de conhecer atividades agropecuárias, agroindustriais e artesanais que são desenvolvidas nas pequenas propriedades familiares. Outro atrativo é o Artesanato, que se destaca pelos moldes, cores e texturas que caracterizam a cidade de Louveira. As cores das frutas, as paisagens e a criatividade contribuem na confecção dos diversos artesanatos.

Transporte

Louveira conta com linha regular de ônibus urbano, operado pela West Side. Curiosamente, não possui ônibus para São Paulo, apenas para cidades vizinhas e Campinas. A ferrovia que corta a cidade oferecia transporte de passageiros para São Paulo e todo o interior até meados dos anos 1990, hoje opera somente transporte de carga, mas a Prefeitura Juntamente com o Governo do estado está com novos projetos de reativação da linha, para voltar o transporte de passageiros como antigamente. Há mais de 60 anos existia também a estrada de ferro Itatibense, que ligava Louveira a Itatiba. Hoje a ligação é estritamente rodoviária.