Portal da Cidade Louveira

Restauro

“Subestação de energia Francisco de Monlevade” recebe o restauro

Governo do Estado investira cerca de R$2.7 milhões de reais junto ao FID (Fundo Estadual de Defesa dos Interesses Difusos) no restauro da obra

Postado em 22/01/2020 às 06:30 |

Após o restauro da “Estação Ferroviária”, Louveira agora está vivendo outro marco em sua história, com o restauro da “Subestação de Energia Francisco de Monlevade”. Para isso, assumiu a administração do Complexo Ferroviário e conquistou uma verba do Governo do Estado de cerca de R$2.7 milhões de reais junto ao FID (Fundo Estadual de Defesa dos Interesses Difusos), devido ao reconhecimento da qualidade do restauro da “Estação Ferroviária”.

A Subestação ficou na memória dos louveirenses pela imponência do prédio principal e pela beleza dos jardins de estilo inglês. Perto de completar 100 anos, o amplo espaço, localizado em frente ao Estádio Municipal, abriga antigas residências utilizadas pelos engenheiros da época, um galpão principal com maquinário norte-americano e um busto em homenagem ao engenheiro Francisco Paes Leme de Monlevade, que dá nome à subestação.

Construída em 1921, a subestação gerava energia para as locomotivas elétricas do trecho Campinas- Jundiaí, uma tecnologia inovadora para a época. Após a mudança para o diesel, a subestação deixou de funcionar, sendo totalmente desativada em 1999.

O complexo da “Subestação de Energia” está recebendo um completo restauro, começando com a estrutura e cobertura do telhado, consequentemente a consolidação dos tijolos pulverulentos, do revestimento externo e aplicação de hidro-repelente incolor.

Todas as peças metálicas como janelas, portas, guarda corpos e telas serão cuidadosamente restauradas, nos padrões da época.

Outro detalhe de extremo cuidado e importância é o restauro do piso, que voltará ás suas características originais.

O prédio também contará com um novo sistema de drenagem pluvial e SPDA.

As quatro Residências

As 4 residências, assim como a Subestação, terão todas as estruturas da cobertura e calhas recuperadas, assim como o telhamento e consequentemente a consolidação dos tijolos, do revestimento externo e aplicação de hidro-repelente incolor. A calçada entorno das residências também serão reformadas. As esquadrias e o piso de madeira serão restaurados e as janelas receberam novos vidros.

Internamente as residências, que eram usadas na época pelos engenheiros da subestação, receberão nova pintura, piso em ladrilho, novo forro de madeira no teto, louças e metais, sistema de hidráulica e elétrica conforme normas vigentes.

Armazéns

Os armazéns 01 e 02 tem área construída de 134,03m² e 61,04m² respectivamente. As edificações contarão a restauração da estrutura, sendo a consolidação das alvenarias e dos revestimentos internos e externos, terá nova estrutura de madeira e cobertura com telha cerâmica, novo piso e forro em madeira, novas esquadrias, nova pintura e sistema de elétrica.

Jardim inglês

O jardim de estilo inglês com uma área de 5.887m² também será restaurado. Contará com restauro das guias, da mureta e cerca, dos degraus do monumento com busto, do pórtico, das escadas e do corredor do trilho.

Segurança

Toda a área externa terá um sistema de iluminação, uma pavimentação de intertravado com área aproximada de 3.500m² e sistema de drenagem pluvial, plantio de aproximadamente 3500m² de grama.

Todo o complexo terá seu entorno com o fechamento em gradil e portões de controle de acesso com 02 portões, rede laminada e concertina.

Fonte:

Deixe seu comentário