Portal da Cidade Louveira

PROVA

Entenda como são elaboradas as questões do Enem

Primeira etapa acontece no domingo (2)

Postado em 29/10/2019 às 09:19 |

As provas do Enem começam a ser aplicadas no dia 3 de novembro, com as matérias de ciências humanas, linguagens e a redação. A segunda parte será no dia 10 e terá como assuntos matemática e ciências da natureza.

Todos as questões das provas são elaboradas por especialistas e pré-testadas antes de integrarem o chamado Banco Nacional de Itens (BNI), de onde são retiradas as questões que compõem as provas do Enem.

Os itens do Enem são elaborados por especialistas selecionados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que devem seguir a matriz de referência, guia de elaboração e revisão de itens estabelecidos pelo Inep. Após escritos, os itens passam, então, por revisores e depois por especialistas do instituto.

Por fim, os itens são pré-testados em aplicações sigilosas feitas em escolas, onde os estudantes não sabem que estão respondendo a possíveis questões do Enem. Essa aplicação avalia a dificuldade, o grau de discriminação e a probabilidade de acerto ao acaso da questão. Se aprovados, os itens passam a compor o BNI e ficam disponíveis para aplicações futuras do Enem.

Esse banco, segue um rígido protocolo de segurança. Todos os servidores e colaboradores com acesso aos itens assinam termos de sigilo e confidencialidade. No caso do Enem, assinam também uma declaração de não impedimento, para assegurar que não possuem relações de parentesco, que configuram nepotismo.

O BNI fica no Ambiente Físico Integrado Seguro, localizado na sede do Inep, em Brasília, e só pode ser acessado por pessoas autorizadas. O ambiente é completamente isolado, seu acesso é controlado pelo uso de de digitais e os computadores não têm acesso à internet ou à intranet da autarquia.

Todo o processo de captação, elaboração e revisão de itens para compor o Enem e outros exames do instituto ocorre nesse espaço. Não se sabe ao certo quantas questões compõem o banco do Enem, pois a informação que é sigilosa.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse em entrevista a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) que o Enem terá como foco conhecimentos objetivos e que a preocupação do Ministério da Educação (MEC) será selecionar os melhores alunos para ocupar as vagas no ensino superior. “Não vai cair ideologia, a gente quer saber de conhecimento científico, técnico, de capacidade de leitura, de fazer contas, de conhecimentos objetivos”.

Fonte:

Deixe seu comentário